Colégio Valsassina
Ana Patricia Almeida - ID: 476
1
Diário da Comunidade
Pobreza em Portugal não pára de crescer
A pobreza pode ser entendida em vários sentidos: - Envolvendo as necessidades da vida cotidiana como alimentação, vestuário, alojamento e cuidados de saúde.
Falta de recursos económicos; nomeadamente a carência de rendimento ou riqueza (não necessariamente apenas em termos monetários). - Carência Social; como a exclusão social, a dependência e ... (cont Pág 23)
Austeridade dispara número de sem abrigo
Quase todos os sem-abrigo em Portugal são
homens entre 30 e os 49 anos
(cont. pág.23)
ESTRATÉGIA NACIONAL
PARA A INTEGRAÇÃO
DE PESSOAS SEM-ABRIGO
A Estratégia corresponde a um conjunto de orientações gerais e compromissos das
diferentes entidades, cuja operacionalização deve ser implementada a nível local, no
âmbito das redes sociais locais, com base em planos específicos e adequados às necessidades locais.
Diário da Comunidade
1
Noticia 4 (Legenda da imagem)
Portugal devia mostrar relatório sobre pobreza à troika

Crianças e idosos são os que mais sofrem com a pobreza
O sociólogo Alfredo Bruto da Costa considera que o Governo deveria «confrontar» à troika o relatório do Conselho da Europa que dá conta da pobreza de muitas crianças e idosos portugueses.

Este especialista em questões de pobreza lembrou que as preocupações do comissário dos Direitos Humanos da Conselho da Europa expressas nesse relatório «dizem respeito a direitos consagrados na Carta Social Europeia».
Este ex-membro do Comité Europeu de Direitos Sociais do Conselho da Europa lembrou ainda que neste relatório está inscrita uma «exigência de um outro órgão internacional igualmente europeu e prestigiado de que Portugal faz parte».

Considerando que com as medidas de austeridade aplicadas, Portugal acaba por não cumprir a Carta Social Europeia, Bruto da Costa explicou que as «crianças são vítimas da pobreza em que caem as suas famílias».

Integração de Pessoas Sem-
Abrigo
“Considera-se pessoa sem-abrigo aquela que, independentemente da sua nacionalidade,idade,sexo, condição sócio-económica,de saúde física e
mental,se encontre:sem tecto – vivendo no espaço público,alojada em abrigo de emergência ou com paradeiro em local precário;sem casa – encontrando-se em alojamento temporário.
À procura de comida...
Medir a pobreza
Apesar da pobreza mais severa se encontrar nos países subdesenvolvidos esta existe em todas as regiões. Nos países desenvolvidos manifesta-se na existência de sem-abrigo e de subúrbios pobres.
Causas da pobreza
Factores político-legais, factores económicos, factores sócio-culturais, factores naturais, problemas de saúde, factores históricos, insegurança: guerra, genocídio, crime.
Consequências da Pobreza
Fome, baixa esperança de vida., doenças, falta de oportunidades de emprego, carência de água potável e de saneamento, instabilidade política e violência, emigração, discriminação social contra grupos vulneráveis, existência de pessoas sem-abrigo