EB Alta de Lisboa e EB Prof.ª Aida Vieira
Escola Ciência Viva - ID: 1116
92
Viva a Ciência
Uma semana de cientistas hortelãos
Os alunos do 3.º ano da EB Professora Aida Vieira e da EB Alta de Lisboa estiveram na Escola Ciência Viva pelo segundo ano consecutivo e deram início à horta desta escola.

Pequenos cientistas grandes questões!
Conseguem inventar uma poção que consiga dar amor às pessoas? Talvez uma poção mágica não seja possível, mas podemos dar amor… ajudando as pessoas que estão a viver as diferenças climáticas extremas, vivendo com moderação... se ajudarmos e formos simpáticos para o próximo estamos a conseguir dar amor às pessoas… “Está nas nossas mãos, naquilo que nós fazemos”- resumiu a Alexandra.
Encontro com os investigadores David Avelar e Joana Rodrigues
David Avelar e Joana Rodrigues, biólogos, dedicam-se ao estudo das alterações climáticas, biodiversidade e alimentação e foram os nossos convidados desta semana.
O estudo do clima, os motivos e consequências das alterações climáticas para a vida na Terra e o significado de biodiversidade foram alguns dos temas abordados.
No final arregaçámos as mangas e, em pequenos grupos, colocámos as mãos na terra onde aprendemos sobre solo, composto e algumas plantas como a alface, couve portuguesa, hortelã e pimentos que plantámos na horta da Escola Ciência Viva.
Viva a Ciência
92
Uma horta para aprender Ciência…
E dar as boas-vindas aos visitantes
Com a ajuda do David e da Joana plantámos e semeámos uma horta para colocar à porta do Pavilhão do Conhecimento: “A nossa horta” e dar as boas-vindas a todos os visitantes. Começámos por revolver a terra que estava seca e preparar para receber novas plantas, enriquecendo-a com um composto.
Em pequenos grupos, plantámos couves, alfaces, hortelãs e plantas hospedeiras e aromáticas. Estas plantas estavam em vasos ou tinham sido retiradas para o efeito. De seguida, entre as plantas semeámos cebolas, alho francês e espinafres. Por fim, regámos abundantemente.
A horta da Escola Ciência Viva - início
Entre as muitas coisas que aprendemos, percebemos que nem todas as plantas podem estar juntas porque competem entre si.
As plantas que competem umas com outras por espaço físico, nutrientes, água ou luz solar são plantas antagónicas e, por isso, consociações desfavoráveis.
Esquema de distribuição das plantas na horta
Consociações, o que são?
As plantas que competem umas com outras por espaço físico, nutrientes, água ou luz solar são plantas antagónicas e, por isso, consociações desfavoráveis. Aquelas que se complementam e se ajudam são consociações favoráveis. É necessário planear uma horta tendo em conta o solo, o clima, as culturas e as variedades. Por esta razão, elaborámos um esquema da horta considerando as consociações e as plantas e sementes que tínhamos.
A opinião dos alunos…
A ciência é fazer experiências, voltar a dar vida a alguma coisa, fazer líquidos, fazer pega-monstros, criar monstros, construir máquinas e apagar memórias.
O que é para ti a ciência?
A ciência é aprender coisas novas, como funciona um carro, como cresce uma árvore e como funciona uma pilha.
A opinião dos alunos…
Ciência é descobrir coisas novas, é estudar essa coisa até saberem tudo sobre ela.