Escola Ciência Viva
EB Victor Palla e Arco- Iris, 3º anos - ID: 503
5
Viva a Ciência
Encontro com o cientista Pedro Brogueira
De visita à Escola Ciência Viva, o investigador Pedro Brogueira explicou que a física ajuda a desvendar os mistérios da natureza e fez algumas experiências com os alunos.

Buraco de ozono provoca alterações na Antártida
O buraco do ozono na zona da Antártida provocou mudanças na forma como se mistura a água dos oceanos do sul e que têm um papel importante na absorção de calor e de dióxido de carbono. Por isso, qualquer mudança na circulação dos oceanos do sul tem potencial para alterar o clima global.
Tyrannosaurus rex em Portugal
Os alunos da Escola Ciência Viva descobriram que apesar de não haver vestígios da presença do T.rex em Portugal, ele surgiu agora em Lisboa e vai ficar até agosto no Pavilhão do Conhecimento. É uma exposição a não perder com dinossauros que parecem quase verdadeiros e que nos fazem imaginar ter vivido no seu tempo.
Também é possível descobrir os principais utensílios que o paleontólogo (cientista que estuda os fósseis) utiliza no seu trabalho de campo visitando a jazida que se encontra na exposição.

Viva a Ciência
5
Escola EB1 com JI Arco-Íris frequenta Escola Ciência Viva
O 3.º B regressa à escola instalada no Pavilhão do Conhecimento
Os alunos estiveram muito motivados nas aulas de preparação para a semana passada no Pavilhão e realizaram um projeto, no mínimo, interessante: a “Dina”, a dinossauro do 3º B.
Aqui está ela junto a um ninho deixado pela professora Sílvia, da EB1 Infante D. Henrique. Tanto a professora Cátia como a professora Sílvia pertencem ao mesmo Agrupamento de Escolas.
Dina, a nova dinossauro do Pavilhão
O Agrupamento de Escolas Fernando Pessoa abraçou desde o primeiro dia com muito carinho o projeto da Escola Ciência Viva.
Já lá vão três anos a trabalharmos em conjunto para uma mesma causa: levarmos mais ciência às nossas crianças e podermos aprender a brincar.
A exposição do T.rex está fenomenal, dizem eles. Qual será a do próximo ano?
Pequenos cientistas felizes
Depois de uma semana intensiva no Pavilhão do Conhecimento, o sentimento continuava a ser o mesmo: o de uma eterna satisfação, alegria e motivação para as novas aprendizagens. Sobre a exposição “T.rex quando as galinhas tinham dentes”, o comentário dos alunos foi unânime: “Este ano superaram as expetativas, a exposição está fenomenal! O que será que vai acontecer na exposição do próximo ano?".

A super descoberta
Foi descoberto um dinossauro com penas datado do Jurássico Superior. A espécie foi descoberta por um grupo de paleontólogos no Nordeste da China e é designada por Eosinpteryx. Tem nada mais, nada menos do que 150 milhões de anos.
Já regressou macaco enviado para espaço
Enviar animais para o espaço e trazê-los de volta foi o primeiro passo para mandar humanos. O macaco terá sido lançado num foguetão, dentro de uma caixa, que após atingir os 120 quilómetros de altitude terá regressado à Terra em segurança.
Como fazer flores coloridas
Usando diferentes corantes alimentares, tubos de ensaio e flores brancas, descobrimos que a água sobe pelas plantas porque é puxada para cima, pelo caule. Os resultados da experiência foram divertidos porque obtivemos flores de várias cores.