Escola Ciência Viva
EB1 Madre Deus e EB1 S. João de Deus - ID: 681
4
Viva a Ciência
Uma semana na Escola Ciência Viva
Os alunos do 3º ano da EB1 Madre de Deus e S. João de Deus participaram no projeto da Escola Ciência Viva no Pavilhão do Conhecimento. Foi uma experiência fantástica!

Tornado na Ericeira
O mau tempo que afetou Portugal no passado dia 25 de outubro, junto ao largo da Ericeira, originou a formação de uma tromba de água tendo provocado um tornado. O fenómeno foi confirmado pela polícia marítima. Na exposição Explora podemos observar como se processa a formação de um tornado.
A visita da geóloga Amélia Dionísio à Escola Ciência Viva
Amélia Dionísio é especialista em rochas, não só de pedras preciosas como o diamante, que por ser raro é valioso. Esta investigadora também sabe muito sobre as pedras da calçada e dos calceteiros e de como são importantes. Contou-nos uma história sobre uma pedra que se perdeu da calçada. A história era triste porque a pedra sentia falta do seu lugar. Esta geóloga é cientista mas não tinha bata. Ainda assim pensa muito. Foi muito divertida e até nos fez pensar que as pedras deitam magia. É uma especialista que estuda e descobre vários tipos de minerais e de rochas sem igual.
Viva a Ciência
4
Escola Ciência Viva
Experiências fora da sala de aula
As actividades na Escola Ciência Viva não se limitaram à sala de aula e estenderam-se pelo Laboratório, pela Cozinha é um Laboratório e pelas várias exposições. No Laboratório fizemos tintas com plantas; na Cozinha confeccionámos umas pizas muito saborosas, aproveitando todas as partes de uma planta. Adorámos conhecer uma cientista a sério. Ao longo desta semana vimos e experimentámos tudo o que pudemos nas exposições. No Explora fomos uns verdadeiros exploradores. No Vê, Faz, Aprende observámos muitos fenómenos naturais e outras coisas.
Plantas para descobrir e saborear
Estivemos na Casa Inacabada e na oficina Dóing, construímos máquinas de berlindes e de rabiscos, fizemos circuitos elétricos, aviões de papel e balões que
lançámos pelos tubos de vento e fizemos pinturas com luz.
Fomos uns verdadeiros artistas e esta foi sem dúvida uma semana inesquecível para todos nós!
Às voltas com os circuitos eléctricos na oficina Dóing
Na escola fora de portas
Começámos a semana na Escola Ciência Viva com a casa fechada mas entrámos e cobrimos logo as paredes da Casa Inacabada. O difícil foi registar a forma de encaixar: a Matemática também é uma ciência... Na Dóing montámos circuitos, fizemos aviões voar, berlindes descer, máquinas esquisitas escrever e paraquedas subir. Na bicicleta voadora houve pedalada em movimento e a dificuldade foi encontrar o centro de gravidade.
Borboletas na barriga?
Antes de vestirmos as batas da escolinha, ouvimos dizer: “Quando vestirem as batas de cientistas vão sentir borboletas na barriga”. As borboletas eram nem mais nem menos do que cócegas especiais que os cientistas sentem quando descobrem coisas!
Coisas? Não… Experiências!
Vestimos as batas e a pele de cientistas! Sentimos logo bolhinhas desde a barriga até à cabeça. Foi uma semana esplêndida e cheia de experiências, como caçar insetos, construir uma casa, montar circuitos e fazer piza com plantas.
Fruta ou fruto?
A palavra fruta é utilizada para definir o fruto de sabor adocicado geralmente comido cru, como a pera, a maçã e a laranja. Enquanto que outros, como o tomate, a abóbora e o feijão, são apenas considerados frutos.