EB1 Actor Vale e EB1 n.º 195
Escola Ciência Viva - ID: 949
63
Viva a Ciência
Ciência viva é divertida
As escolas EB1 Actor Vale e EB1 n.º195 aceitaram o desafio de vestir a bata de cientista durante uma semana. Aprenderam e divertiram-se muito. A ciência não é aborrecida.

Pequenos cientistas descrevem a ciência
A ciência é uma coisa que se não tivéssemos, não existiam muitas coisas e também não sabíamos nada. A ciência é difícil de aprender, mas às vezes é divertida e engraçada. Com a ciência nós podemos fazer experiências e muitas coisas mais. (3ºA)
Na ciência usamos tubos de ensaio e outras coisas. Fazemos experiências com luz, eletricidade… A ciência é engraçada. (3ºB)
Encontro com a investigadora Patrícia Azinhaga
A investigadora e geóloga Patrícia Azinhaga, do projecto “Educação PROPOLAR”, falou-nos da sua visita de um mês à Antártida. Ficámos a saber onde vivem os ursos polares e os pinguins, quais as diferenças entre polo norte e polo sul e que histórias nos podem contar as rochas da Antártida. Explicou-nos que, além de um martelo, temos de ter um mapa, bússola e GPS para podermos localizar com precisão o local onde se faz a recolha das rochas.
Mostrou-nos que roupa se deve usar com baixas temperaturas e até tivemos direito a um nome de código: EBAV e EB195 aqui PEPA!
Que espetáculo!
Viva a Ciência
63
Pontes, seguras?
Uma sala de aula cheia de pequenos engenheiros.
Na Escola Ciência Viva realizámos uma atividade chamada “ Pontes seguras”. Nesta atividade tínhamos de construir uma ponte utilizando diversos materiais: palhinhas, cartão, arame, fita-cola, plasticina, paus de espetada, espátulas e fio. O objetivo era fazer uma ponte que fosse tão resistente que aguentasse um máximo de 1,100 kg. Todas elas ficaram diferentes e originais. Algumas pontes conseguiram aguentar com o peso, outras não… As pontes que caíram não tiveram o suporte que precisavam para se manterem em pé. Era necessário mais material na base.
Equipa empenhada em construir a sua ponte
Tal como no Judo, em que a base tinha de estar bem alinhada com o ponto de gravidade para que não nos desequilibrássemos!
Aprendemos bastante, não só sobre a importância da estrutura das pontes mas sobretudo sobre como é bom trabalharmos em equipa.
Equipa da Escola Ciência Viva a ler a carta dos alunos da EB1 n.º195
Carta à equipa ECV
Olá professora Alexandra. Sabe que todos nós adorámos a o Pavilhão do Conhecimento por todas as atividades. Todos gostaram das atividades e da forma como as explicaram. Sabia que nessa semana nenhum dos alunos faltou durante toda a semana? Adorámos tudo.
Nós até queremos voltar à escola Ciência Viva; Dóing; Casa Inacabada; voltar a ver a Viva; Explora, etc…
Foi uma experiência única para todos.
Os morcegos – o que aprendi
Nem todos os morcegos são pretos, e há uns que têm o nariz esquisito. E não tenham medo dos morcegos porque eles é que têm medo de nós.Em Portugal só temos morcegos que comem insetos.
Afinal o que é a ciência?
A ciência é tudo o que nós precisamos para nos tornarmos pessoas inteligentes e com sabedoria. (3ºB)
A caixa “assombrada”
Na exposição Explora há um módulo chamando “Caixa de sombras”. Os meninos que entravam nesta caixa carregavam num botão verde e encostavam-se a uma parede branca. Depois, disparava uma luz que copiava as sombras para essa parede. Foi mesmo giro!